terça-feira, 3 de dezembro de 2013

10 Filmes Sobre: Casais em Conflito

Muitas vezes, em algum momento das nossas vidas, sonhamos em encontrar aquela pessoa especial com quem passaremos o "resto de nossos dias", compartilhando experiências e construindo fatos e possibilidades. Mas a verdade é que, quando a encontramos (ou achamos que sim), nos deparamos com o grande desafio que é manter essa relação.

Essa lista é dedicada à querida Carol Costa, que, por sua vez, dedica muito do seu tempo aos estudos desses laços tão lindos e delicados. 

Segue abaixo a relação que escolhemos. Esperamos que gostem! 



Quem Tem Medo de Virginia Woolf? 
1966

George e Martha são um casal de meia-idade, juntos há bastante tempo. Em uma determinada ocasião, decidem receber um casal de colegas mais jovens para um pós-festa. Acontece que o clima entre Geroge e Martha não está dos melhores...

Quem Tem Medo de Virgina Woolf? é um filme baseado na famosa peça homônima de Richard Albee. Assim sendo, somos convidados para um clima claustrofóbico e quase insano, onde mentiras são despidas e verdades cuspidas entre os personagens que são, ao mesmo tempo, cativantes e amedrontadores. 





Separados Pelo Casamento 
2006

Esta talvez seja a comédia romântica menos romântica e mais dolorosa dos últimos tempos. Não dá pra rir da tristeza envolvendo a desestruturação de um jovem casal, perdido no orgulho e no egocentrismo que são tão prejudiciais para qualquer relação. 

Brooke e Gary não conseguem vencer as irritações e chatices da rotina que dividem há dois anos e decidem terminar. Acontece que nenhum dos dois quer abrir mão do apartamento que dividem e decidem infernizar a vida um do outro até alguém desistir. 





Antes da Meia-Noite
 2013

Em Antes do Amanhecer (1995), vimos o encontro dos jovens Jesse e Celine, que se conhecem num trem e passam um dia juntos. No auge da juventude, conversam sobre planos e sonhos, ainda carregados por um visão otimista e idealizadora. Nove anos depois de Viena, Jesse e Celine se reencontram em Antes do Pôr-do-Sol (2004). A cidade agora é Paris e muita coisa mudou - a vida parece ter amortecido a intensidade dos sentimentos do casal. As coisas são menos coloridas e as pessoas menos necessárias. Mas, apesar da aparente contenção de sentimentos, o clima ainda transpira amor e sensualidade.

Chegamos, então, ao final da saga com o filme Antes da Meia-Noite.

Nove anos após decidirem ficar juntos de vez, Jesse e Celine estão passando as férias na Grécia com suas duas filhas, na casa de amigos. Mais uma vez, a conversa gira em torno de relacionamentos, mas com um tom bem diferente. O casal enfrenta agora as dificuldades de um relacionamento rotineiro, os obstáculos profissionais, os sonhos não vividos e os entraves do sexo e da sexualidade na maturidade.





A Bela da Tarde 
1967

Séverine é uma jovem rica e bonita, casada com o homem que ama. Mas Séverine é infeliz. Sua vida é entediante e ela vive frustrada com sua relação com o marido, que  está bem longe de ser próxima e íntima. Na verdade, eles parecem não viver no mesmo plano. Séverine acaba conhecendo um pequeno bordel e passa a prostituir-se secretamente durante as tardes, apenas pelo prazer do sexo e da experiência tão contrária ao seu rígido cotidiano.





Shrek 2 
 2004

É possível dizer sem medo que o segundo filme da franquia é tão bom quanto o primeiro!

Shrek e Fiona casaram e passaram uma linda lua-de-mel. Ao chegar em casa, o casal se depara com um convite dos pais de Fiona para um jantar oficial de apresentação do genro, totalmente alheios ao fato de que este é um ogro. O encontro é desastroso e acaba gerando problemas para Shrek e Fiona. 

Um filme leve, mas que traz questões muito pertinentes sobre o desafio que pode ser para um casal a aceitação mútua, o luto das idealizações, o exercício da flexibilidade e a importância de uma comunicação clara.






A Noite  
1961

Acompanhamos aqui uma noite na vida de Giovanni e Lidia, casados há 10 anos. O desgaste da relação é perceptível: não existe diálogo aberto e o distanciamento físico e emocional desperta emoções nocivas em ambos. Para não entrar em contato com essas dificuldades, perdem-se ainda mais um do outro. 

Belíssimo filme de Antonioni, com Marcello Mastroianni e Jeanne Moreau. Imperdível!







Pecados Íntimos
 2007

Sarah é casada com Richard. Brad é casado com Kathy. Sarah e Brad têm muito em comum: vivem no subúrbio, cuidam de seus filhos e são dependentes financeiramente de seus companheiros. Do encontro dos dois nasce uma amizade que os faz  compartilhar suas frustrações, infelicidades e um desejo sexual violento e contido, reprimido por uma vida de submissão. 






Se Eu Fosse Você  
2006

Cláudio e Helena vivem uma vida pacata. Ele é um publicitário durão e  bem sucedido e ela é professora de música, sensível e muitas vezes carente. Com personalidades aparentemente tão opostas e engolidos pela rotina no casamento, eles entram numa briga feia sobre papéis e responsabilidades da relação. Até que numa manhã algo muito estranho acontece: eles trocam magicamente de corpo e Helena vira Cláudio e Cláudio vira Helena.

O tema já é batido, mas esta comédia brasileira é muito divertida! A troca de papéis, aliás, é um recurso excelente para a experimentação de qualquer casal!





Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças 
 2004

E se houvesse um tratamento médico especializado em fazer esquecer as lembranças dolorosas de um relacionamento rompido? Esta é a temática mais que interessante do filme escrito por Charlie Kaufman. Joe decide esquecer a experiência de viver ao lado de Clementine, apagá-la de sua vida por completo. Mas, durante o processo, ele se dá conta de que apagar uma história pode ser ainda mais difícil do que vivê-la. 

Sem dúvida, um filme inesquecível. 






Closer - Perto Demais
2004

Alice amava Dan que amava Anna que amava Larry que amava Anna que conheceu Alice enquanto dormia com Dan e traía Larry que dormiu com Alice que, no fim, era a mais sã dentre todos.

Closer é um filme intimista porque retrata muito bem a falsa intimidade de alguns casais, no caso, de Alice, Dan, Anna e Larry. Não é pra menos, compartilha o mesmo diretor de Quem Tem Medo de Virginia Woolf? (citado anteriormente), Mike Nichols, que parece saber muito bem onde o calo aperta quando se fala de máscaras e não-ditos, elementos que corroem qualquer relação por dentro e, muitas vezes, com desfechos trágicos. 




E por hoje é só, pessoal! Lembra da regra da casa, né? Lembrou de algum? Compartilha com a gente!

Até mais!


Nenhum comentário:

Postar um comentário